Categoria: Impotência

Impotência psicológica e seu tratamento

A impotência, que também pode ser conhecida pelo leitor como tal definição, como disfunção sexual, pode se desenvolver contra um pano de fundo de vários fatores. Dependendo das propriedades de seus efeitos, a impotência pode ser orgânica ou psicológica. Hoje vamos nos concentrar no que é impotência e como tratar a impotência psicológica, e esta, a propósito, é mais comumente encontrada em pacientes.

Causas Comuns De Impotência

E, embora nosso artigo esteja focado no tratamento do tratamento desse distúrbio, é extremamente importante considerar suas principais características e, principalmente, as causas, pois o tratamento adicional é escolhido com base em sua especificidade.

Por si só, a impotência determina a incapacidade de uma pessoa para atingir uma ereção e sua manutenção subsequente em uma situação que permita alcançar um relacionamento sexual completo e harmonioso. Cerca de 40% dos casos ocorrem em homens entre 35 e 40 anos. Na maioria das vezes, o problema da impotência os vê como algo vergonhoso; portanto, a chamada para o médico é adiada ou completamente ignorada, o que realmente não resolve o problema.

Já estabelecemos que a impotência pode ser de dois tipos e, embora hoje este artigo se concentre em apenas uma das opções, acho que as explicações para as especificidades de outras formas orgânicas de impotência não serão supérfluas.

Como fatores que causam o desenvolvimento da impotência orgânica, é comum considerar os seguintes motivos:

  • diabetes mellitus;
  • trauma peniano;
  • insuficiência do fluxo sanguíneo na artéria (em particular, distúrbios afetados diretamente pelo mecanismo erétil e seus flutuadores);
  • aqueles ou outros tipos de lesões na coluna vertebral, trauma;
  • estresse, depressão;
  • o uso de certos medicamentos que afetam o sistema nervoso e a área específica do indivíduo;
  • cirurgia na área pélvica.

Assim, as razões apresentadas podem ser distinguidas em um nível ligeiramente diferente, isto é, definindo uma generalização apropriada de acordo com o tipo de influência. Assim, as causas da impotência podem ser vasculares, endócrinas, neurológicas, tópicas e medicamentos. Tudo isso determina a derrota orgânica contra a qual a impotência se desenvolve. Também estamos interessados ​​em distúrbios neuropsiquiátricos, que, como observado anteriormente, se enquadram na segunda categoria que determina a natureza da impotência.

Causas De Fraqueza Psicológica

Os distúrbios psicológicos que causam disfunção erétil podem ocorrer da maneira mais inesperada, e esses distúrbios podem ser ditados em particular por um ou outro estado psicoemocional em que a pessoa está.

O desejo sexual, em primeiro lugar, é formado no cérebro, atuando como resultado de certas fantasias, memórias ou imagens visuais. Em seguida, os impulsos são transmitidos para a medula espinhal e depois para os nervos e nós do próprio órgão sexual. Com base nesta explicação, você verá que a alteração no pênis (isto é, aumento) não é apenas o resultado da estimulação tátil.

Muitas vezes, a causa da impotência psicológica está no aparecimento do medo da derrota. Causou esse medo em alguns aspectos, exercido anteriormente em atividades nervosas mais altas, resultando não apenas em um sentimento de falta de confiança, mas o medo refere-se à possível incapacidade do homem de satisfazer seu parceiro. Com base nisso, o córtex do centro dominante causa a mensagem de impulsos nervosos nos centros de suprimento patológico de sangue e inervação do pênis. Como resultado, por sua vez, os mecanismos são suscetíveis à interrupção, e é por isso que o funcionamento é, de fato, montagem.

Além disso, como causa etiológica da forma psicológica de impotência em que estamos pensando, o comportamento do parceiro pode funcionar. Especialmente, sua influência nesse caso pode ser uma desculpa para uma mulher insultar palavras com pessoas do campo, em comparação, traçando um paralelo, no qual o último episódio foi atividade sexual e assim por diante.

Uma razão igualmente importante que desencadeia o desenvolvimento da impotência psicológica é a ausência de um longo período de vida sexual como tal. Contatos raros e irregulares podem ser incluídos aqui. Nos dois casos, na ausência de atividade sexual, a seção de sexo primário pode ser um tanto inadequada. Isso envolve excitação psicoemocional excessiva combinada com estagnação na região pélvica, o que causa uma relação sexual posterior em segundos.

Da mesma forma, relações sexuais inadequadas também podem implicar a ejaculação com base nessas características, que ocorreram antes da inserção do pênis na vagina. Nos dois casos, esse “cenário” de relações sexuais tem um impacto negativo na condição geral de uma pessoa, razão pela qual sua depressão nessa base é apenas exacerbada.

Sua influência é influenciada por fatores do ambiente externo, que incluem, em particular, a incapacidade das condições disponíveis para garantir relações sexuais normais. Como problema, esse aluno pode ser considerado como desprovido de oportunidades e condições de privacidade, pessoas de fora próximas ao contato sexual etc. Tudo isso também pode causar o desenvolvimento de uma forma duradoura de impotência psicológica.

Deve-se notar que a disfunção erétil pode ser desencadeada pelo estresse já mencionado (situações estressantes) que não tem nada a ver com sua vida sexual. No entanto, o estresse causa a perda de algum controle sobre a situação durante o relacionamento, o que por si só pode ser uma razão para o desenvolvimento de impotência psicológica. As discrepâncias que aparecem no sexo ganham imensa importância, assumindo a natureza patológica. Enquanto isso, na realidade, falta de ereção – uma reação protetora do próprio organismo, neste caso, embora o paciente, ao contrário, a veja como impotência súbita, o que apenas contribui para o quadro geral da situação estressante. Isso, como você pode entender, determina para um homem a criação de um círculo vicioso peculiar, numerosos desvios psicológicos, ambos presentes no contexto de sua vida sexual, e já são transcendidos e manifestados na vida cotidiana.

Dependendo de certos recursos, as causas da impotência psicológica podem ser divididas nos três grupos a seguir:

  • Características psicológicas de uma pessoa em particular: como contribuinte para o desenvolvimento de um transtorno de ereção fatorial, pode-se considerar o seguinte: baixa auto-estima, baixa libido inerente, presença de fantasias associadas a sexo incomum, presença de trauma psicológico no passado (criança, adolescente ou idade adulta), presença dificuldade em determinar sua orientação sexual.
  • Causas psicossociais. As razões sexuais reais nos homens podem ser devidas à baixa socialidade, presença de necessidades gays, relacionamentos familiares instáveis ​​na idade da criança, educação assexual estrita ou algum outro problema do parceiro, depressão sexual, falta de experiência sexual como tal.
  • Causas psicológicas. Sob esse grupo de fatores, a depressão, o medo de uma possível falha e o estresse, considerados piores, caem. Além disso, também é possível adicionar a relevância da incompatibilidade ou disfunção sexual específica de um parceiro em um parceiro.

Como já explicado, uma ereção com esse distúrbio é alcançada com dificuldade ou é rapidamente perdida ou até ausente. Principalmente, esse problema ocorre no contexto de um estado de excitação excessiva do ser humano, que pode ser novamente devido ao medo do fracasso e à incapacidade de satisfazer o parceiro. Um momento separado é o surgimento de experiências baseadas em uma possível gravidez de um parceiro ou infecção por uma doença, cuja transmissão ocorre sexualmente (alguma forma de DST).

Tratamento De Impotência Psicológica

Antes de tudo, antes de passar à questão do tratamento da impotência psicológica, é importante observar que é preciso ter a própria condição e abordar adequadamente a avaliação da situação. E se a impotência sexual se baseia unicamente nos aspectos psicológicos do afeto, não é apenas possível corrigir a situação, mas, como fica claro, é necessário! Enquanto isso, esse tipo de distúrbio define um certo círculo vicioso porque, como você pode entender, está desencadeando o estresse, o estresse é suportado pela experiência por não conseguir fortalecer apenas o quadro geral e, finalmente, literalmente “virou um canto”. Dada a causa subjacente desse distúrbio, o tratamento da impotência psicológica, isto é, deve consistir em correção psicossocial, isto é – na psicoterapia.

Escusado será dizer que, antes de iniciar o tratamento, você deve tentar resolver os fatores que afetam negativamente a ereção. Também significa normalizar estilos de vida combinados com normalizar regimes de atividade sexual. O principal objetivo do método da psicoterapia, através do qual os problemas nesse nível podem ser abordados, é ajudar a superar o medo de um homem, dado o potencial de falha sexual. Para maior eficiência e compreensão da situação sob diferentes ângulos, é aconselhável visitar um psicoterapeuta com um parceiro sexual constante.

Dada a importância da neurose nesse distúrbio, a fase inicial do tratamento se resume a tomar as medidas apropriadas para remoção posterior. Para fazer isso, tranqüilizantes podem ser prescritos para ajudar a aliviar a tensão interna, o medo e a ansiedade, atuando como fatores principais que afetam o tratamento da disfunção sexual nos homens. A aceitação do medicamento ocorre em uma única ordem, antes da relação sexual (várias horas antes do início).

A disfunção erétil pode ser uma conseqüência de formas patológicas ou endógenas de depressão e, portanto, pode ser atribuída adicionalmente a ansiolíticos e antidepressivos como tratamento adjuvante para a eliminação geral da doença em questão. Deve-se notar que a forma psicogênica da disfunção erétil determina a eficácia para o tratamento de qualquer tipo de terapia destinada a restaurar a ereção. Além disso, o tratamento da impotência psicológica pode incluir as seguintes medidas de terapia: terapia com prostaglandina (injeção); Método de constrição a vácuo com pressão negativa.

Dadas essas situações, que exigem uma maneira de superar a barreira psicológica, causando disfunção erétil, os medicamentos podem ser usados ​​devido ao efeito de aumentos transitórios de potência (conhecidos pelos leitores de Viagra, Levitra e outros medicamentos). Muitas vezes isso é acompanhado por recuperação imediata da função erétil. Às vezes, esse efeito pode ser alcançado seguindo um curso de uso desse tipo de medicamento.

Para concluir nosso artigo, notamos que a restauração e a normalização da atividade sexual, bem como a restauração e a normalização do estado psicológico do paciente, são garantidas por meio de um tratamento abrangente, que inclui necessariamente a psicoterapia. Somente neste caso é possível considerar a possibilidade de alcançar um resultado apropriado e sua eficácia adicional.

Por Que E Como É Tratada A Impotência Psicológica?

A impotência psicológica não depende da idade, pode ser um homem muito jovem e um amante de adultos experientes. Quem falha na cama acha que é a coisa mais assustadora que pode acontecer, e a impotência é apenas uma tragédia. Pode ser diferente e surgir por vários motivos, inclusive psicológicos.

A Natureza Do Problema

No mundo moderno, sexólogos e psicoterapeutas são cada vez mais confrontados com a disfunção erétil psicológica. Afeta não apenas homens, mas também mulheres – impede a criação de relacionamentos harmoniosos no casal. A metade forte da humanidade mal reconhece sua impotência sexual e não tem pressa de recorrer a especialistas, exacerbando a condição. As mulheres nem sempre entendem exatamente as razões que causaram a disfunção sexual: elas zombam e insultam um homem, ou o percebem às suas próprias custas e ficam chateadas. Embora com uma abordagem competente para esse problema, ele possa ser resolvido de maneira simples e mais importante – aceite a ajuda de um especialista e trate a situação com entendimento.

Sintomas Da Doença

Os sintomas e sinais de impotência psicológica são de dois tipos:

  • disfunção erétil absoluta – a ereção não ocorre;
  • em parte – uma ereção não dura muito e o homem deixa de entrar na intimidade.

Existe impotência psicológica parcial e absoluta

A completa ausência de uma ereção é rara, mas nas formas mais severas de impotência psicológica em um homem, por razões que não são claras para ele, o ato sexual não pode ser realizado.

Há momentos em que um homem não tem problemas com seu parceiro constante e, em relação a outras mulheres, tem impotência psicológica. Ele se acostuma com o corpo de sua esposa e confia plenamente nela, mas espera que outras mulheres façam o truque sujo e temem intimidade com elas.

Causas De Fraqueza Psicológica

Os homens não são parecidos, e seu relacionamento com o que está acontecendo em suas vidas também é diferente. Se um não responder a um evento, o outro sofrerá tragicamente um trauma psicológico. A violação no estado psicológico de uma pessoa da maneira mais inesperada causa disfunção erétil. O desejo sexual começa a criar no cérebro, o homem tem memórias, fantasias ou visualização de imagens. Posteriormente, os impulsos são transmitidos para a medula espinhal e, em seguida, ao longo dos nervos para os órgãos genitais. Portanto, o aumento do pênis (ereção) ocorre não apenas pela estimulação tátil, mas também impulsivamente.

Na maioria das vezes, a impotência psicológica surge do pânico do medo do homem falhar. Esse medo também é alimentado pela presença de experiências anteriores, que deixaram uma impressão e um impacto no estado psicológico; como resultado, um sentimento de insegurança se desenvolve em seus poderes masculinos. No córtex cerebral, o chamado O foco dominante envia impulsos para os vasos sanguíneos, que transmitem sangue ao pênis, aumentando-o. Ao mesmo tempo, os mecanismos necessários para a ocorrência de uma ereção são violados.

Álcool e drogas interferem no funcionamento normal e completo do sistema nervoso e do cérebro. Mesmo casos raros de consumo podem causar impotência sexual nos homens.

Um papel importante na disfunção erétil nos homens é desempenhado pelo comportamento do parceiro. Se uma mulher no momento da ignição é um homem proferindo uma palavra abusiva ou comparando-a com seu parceiro anterior, que é um comentário desconfortável sobre masculinidade, em um subcórtex em um homem, essa experiência também é fixa e pode levar ainda a problemas sexuais do plano. Se uma mulher não é sexualmente interessada em seu parceiro sexual, o homem começa a se sentir inútil e desinteressante, o que causa apatia e, como conseqüência, diminuição das ereções.

Isso pode ser devido a uma longa ausência de contatos íntimos ou sexo raro e irregular. Nesse caso, o primeiro contato após um longo intervalo pode não ser totalmente satisfatório. Isso se deve à forte excitação fisiológica e psicoemocional e também aos fenômenos estagnados nos órgãos da pélvis pequena. Nesse caso, o ato sexual pode ser concluído em segundos.

Uma das causas da fraqueza psicológica é o sexo raro e irregular

É pelas mesmas razões que a ejaculação ocorre antes do início da relação sexual. Nesse caso, a reação negativa de uma mulher à falha masculina será fixada no córtex cerebral, e a situação só piorará.

Fatores externos também afetam a função erétil. Se não há condições normais para a relação sexual (falta de privacidade, expectativa constante de que alguém, etc.), isso também pode causar impotência psicológica.

Acontece que situações estressantes, que nada têm a ver com a vida íntima, afetam fortemente a função erétil. O homem perde o controle sobre as relações sexuais e isso pode levar a uma fraqueza psicológica. Por exemplo, durante o sexo, um homem muda para seus problemas, como resultado, a ereção desaparece e essa experiência é corrigida pelo cérebro. Então, começa-se a temer uma nova falha de fogo e, é claro, acontece, eventualmente assumindo um caráter patológico.

As causas de impotência psicológica podem ser agrupadas em três grupos:

  1. Características do estado psicológico de um indivíduo. Baixa libido inerente à natureza, baixa auto-estima irracionalmente, trauma psicológico, orientação sexual indeterminada.
  2. Razões sócio-psicológicas. Educação em assexualidade estrita, relacionamentos complexos na infância, problemas com parceiros sexuais, falta de experiência em relações sexuais, baixo nível de comunicação, falta de desejo sexual.
  3. Causas de natureza psiconeurológica. Estados depressivos, estresse, medo do fracasso. Existe uma necessidade separada de atribuir incompatibilidade com um parceiro sexual.

Estresse e depressão podem causar impotência psicológica

Mais comumente, a disfunção erétil ocorre no contexto de uma forte experiência masculina e um medo de não satisfazer seu parceiro. Também vale a pena mencionar que uma pessoa pode sentir muita excitação sobre uma possível parceira na gravidez ou o medo de contrair uma doença sexualmente transmissível, resultando em um estado estável de impotência psicológica.

Princípios De Tratamento

Como ajudar uma pessoa a superar seus medos e incertezas? O tratamento da impotência psicológica é baseado em ajuda psicológica, pois esta doença faz com que ela se situe no aspecto psicoemocional e, em seguida, lidar com essa condição deve estar usando métodos psicoterapêuticos. A impotência psicológica não é tratada com medicação. Nesse caso, a abordagem terapêutica deve ser diferente. O método de eliminação da doença deve ser ajustado dependendo da causa, o que resultou no desenvolvimento de disfunção erétil psíquica.

O primeiro passo deve ser eliminar causas que aumentam a impotência sexual, fazer contatos sexuais regulares, mudar estilos de vida e eliminar o estresse.

Como lidar com a impotência psicológica causada por condições estressantes? No caso de ter raízes na depressão grave, podem ser prescritos antidepressivos e agentes ansiolíticos, com estresse intenso, medicamentos tônicos e restauradores. Os psicoterapeutas geralmente prescrevem Udenafil, tadalafil, Vardenafil, etc. Esses medicamentos devem ser tomados até que o estado psicoemocional seja totalmente restaurado. Os medicamentos são fortes o suficiente e têm muitas contra-indicações para que apenas um especialista possa prescrevê-los. Além disso, a dosagem varia dependendo da gravidade da patologia e varia de acordo com as características individuais do paciente.

Em alguns casos, é recomendável tomar medicamentos, o que resulta em um aumento de ereção a curto prazo: Levitra, Viagra, etc. Às vezes, sedativos são prescritos antes da relação sexual. Em qualquer caso, corrija os recursos da disfunção erétil e explique como tratar essa condição, deve ser um especialista.

Quando a impotência neurogênica pode auxiliar o curso da terapia medicamentosa, que inclui meios de admissão para melhorar a ereção, a prostaglandina intraporosa, é claro, bem como os métodos de constrição a vácuo. Este tratamento é prescrito por um urologista que pode recomendar a consulta com um endocrinologista e psicoterapeuta. A impotência psicológica pode ser completamente curada, além disso, pode desaparecer por si própria sem o envolvimento de um médico. A principal coisa – não entre nisso e não entre em pânico.

Impotência Psicológica: Como Ajudar Um Homem?

Impotência psicológica – um termo comum no mundo da medicina. Ele diz que não há problema em homens com saúde fisiológica, mas o contexto psicoemocional é abalado, resultando no fenômeno de impotência psicogênica. Hoje, mais de 13% dos homens na Terra são afetados por esse distúrbio, e esse número é oficial. E o que posso dizer sobre as pessoas que não ousaram consultar um especialista?

Neste artigo, descrevemos o que é impotência psicológica, quais fatores levam a esse estado e como tratar a impotência psicológica.

Disfunção Erétil Psicológica: Por Que Está Acontecendo

A disfunção sexual psicológica é o desaparecimento ou ausência de uma ereção, que impede que os órgãos sexuais sejam despertados e se tornem graves. Quase todo homem enfrentou esse fenômeno. Mas uma “omissão” única não é patologia, mas se um homem não faz sexo – é uma doença que precisa ser examinada por um especialista.

A disfunção erétil psicogênica é um fenômeno espontâneo e imprevisível.

De fato, as razões para essa patologia são muitas e elas entendem por que esse processo acontece, às vezes uma pessoa não consegue entender.

Até o momento, o sistema nervoso humano não foi estudado em detalhes. Se a impotência fisiológica pode ser controlada por medicamentos e medicamentos, a impotência psicológica é uma opção mais difícil em termos de tratamento.

Impotência Mental: Principais Causas

Cada pessoa é individual e responde de maneira diferente a circunstâncias diferentes. É por isso que esse tipo de patologia é considerado por sexólogos e psicoterapeutas para determinar um diagnóstico mais preciso. Quais fatores levam a uma situação semelhante?

  • Aspecto psicológico. Isso pode ser atribuído ao desejo de sexo atípico, do qual não se fala, baixa auto-estima, bissexualidade (incompreensão de sua orientação etc.);
  • Aspecto psicossocial. Nesse caso, a causa é a educação anti-sexual da sociedade, pais, falta de experiência (sexual), destruição da família no período de aumento (em meninos adolescentes);
  • Disfunção erétil neurogênica. Esse tipo de impotência inclui estresse constante, nervosismo, depressão periódica e prolongada, sentimentos de medo, confusão, raiva etc.

Essas são as causas mais comuns que causam impotência psicogênica. E agora examinaremos mais de perto essas mesmas razões, a fim de descobrir a essência de tal estado.

  • Relação mal sucedida. Deve-se notar imediatamente que os jovens devem escolher cuidadosamente seu primeiro parceiro para que não tenham desvios sexuais psíquicos no futuro. Uma primeira experiência malsucedida pode ser prejudicial à saúde psicoemocional de uma pessoa. Antes do próximo ato, o “sexo fracassado” quase sempre aparece na frente das flechas, o que estraga a vida humana de hoje. Os homens mais fracos sofrem críticas do primeiro parceiro;
  • Ritmo nervoso da vida. Esforço constante no trabalho, atmosfera pobre na casa, até irritabilidade indolor, a raiva leva à deterioração das forças sexuais. Há muito tempo se descobre que existe uma estreita relação entre o sistema nervoso central e a função reprodutiva, de modo que qualquer neurose exerce forte influência sobre a capacidade sexual de uma pessoa;
  • Depressão. Esse é um ponto separado da psico-imputação, pois a apatia se desenvolveu neste país, não apenas em relação ao mundo circundante, mas também às mulheres, que, por sua vez, suprimem o poder masculino no plano físico;
  • Parceiro errado. Não importa se é uma menina ou uma mulher. Se uma mulher não se interessa pelo princípio masculino, ele o experimenta distintamente no nível subconsciente, o que leva à impotência e apatia pelo outro;
  • Sexo aleatório. Nesse caso, a culpa é do sexo múltiplo com mulheres diferentes. No futuro, os homens experimentam “saciedade psicológica”. Isso cria um desejo de um tipo de sexo atípico, atípico e não dito. Consequentemente, desaparece completamente do desejo pelo sexo tradicional comum, levando à disfunção erétil;
  • Pouco sexo. Qualquer abstinência (prolongada) ou falta de sexo de um parceiro leva a trauma psicológico. É difícil para os homens entenderem o fato de que eles não são interessantes para uma mulher como “homem”. Daí complexos e descontentamento;
  • “Hipocondria”. Há um grupo de pessoas que tem medo de pegar algum tipo de “infecção sexual”, isto é, uma infecção. Esse medo leva a uma diminuição na atração sexual das mulheres, o que causa impotência.

Aqui estão as causas mais óbvias e comuns da disfunção erétil nos homens. De fato, os sexólogos observam que o “engate íntimo” psicológico é encontrado em quase todos os seres humanos. Alguém pode sobreviver e curar essa condição por conta própria, e alguém precisa de ajuda psicológica para restaurar seu potencial masculino. Como identificar sinais de disfunção erétil psicogênica.

Sintomas De Impotência Psicológica: Quando O Alarme Deve Soar

As seguintes características são inerentes a essa condição:

  • Apatia em relação ao sexo feminino (perda de atração, medo de sexo real);
  • Diminuição da libido. Não se sente perda pelo fato de não ter relações sexuais;
  • Má ereção;
  • A disfunção erétil ocorre em períodos, mas é prolongada.

Todos esses sinais apontam para o início da impotência psicológica. Como você pode ajudar um homem nessa questão difícil?

Tratamento Da Disfunção Erétil Psicogênica

Para ajudar uma pessoa nessa situação, ele ou ela deve entender sua posição e concordar que ele / ela tem problemas psicológicos durante esse período de sua vida. Segundo os sexólogos, a impotência mental ocorre neste ou naquele segmento da vida para todo ser humano. Nesta condição, não há nada terrível.

O primeiro passo é descobrir a causa de sua condição. Na verdade, não é assim tão simples. Deixando-o rentável, mas ao mesmo tempo ações estressantes podem não sair imediatamente, no entanto, você pode reduzir a barreira neurogênica que destrói o sistema nervoso. Se a razão da psicoimptonidade estiver no estresse, na irritabilidade, vale a pena considerar a irascibilidade, considerando-se mais sedativos que durante esse período o ajudarão a lidar com as emoções. Geralmente, as pessoas tomam sedativos como Sedavit, Novo-Passit, Tenoten, etc. Qual é a essência desses medicamentos? Se uma pessoa não for capaz de reduzir seu nível de estresse (um projeto importante, mal-entendidos da família etc.) durante esse período, deve-se cuidar do seu SNC. Os medicamentos ajudarão a reduzir a tensão, a raiva e a ansiedade excessivas.

Se a causa está oculta por trás de uma má conduta sexual passada – nesse caso, vale a pena consultar um especialista como um terapeuta sexual. É esse médico que lida com questões psicológicas em uma base sexual.

Se for detectada impotência neurogênica, é hora de usar medicamentos terapêuticos, que podem incluir:

  • Tomar medicamentos para aumentar a força;
  • Fluxo intra-cavernoso injetável com prostaglandinas;
  • Método constritor a vácuo.

Este tipo de terapia é prescrito por um urologista. Um especialista pode prescrever consultas com outros médicos, como um endocrinologista (verifique o histórico hormonal de uma pessoa), um psicoterapeuta. É preciso entender, no entanto, que a cura só pode ajudar se funcionar para a saúde psicoemocional.

Como você se livra da impotência psicológica? Os médicos não recomendam que esse problema permaneça “autossuficiente” porque a patologia psicológica claramente influencia a fisiologia humana. Para recuperar rapidamente sua energia sexual, eles precisam considerar sua vida e slogans, livrar-se de queixas e defeitos do passado e viver nos dias atuais, e esse é o assunto para você aqui e agora.

Impotência Psicológica

Todos os anos, as estatísticas mostram todas as grandes marcas no número de homens, com vários distúrbios na esfera sexual. O diagnóstico de impotência no homem tem uma forte influência, pois o sexo é um fator importante no fortalecimento das relações familiares.

Como a disfunção erétil diz respeito não apenas a sexo forte, mas também justo, muitos estão procurando como ajudar uma pessoa a superar uma linha de vida chamada impotência psicológica. O problema com o sistema reprodutivo é difícil de identificar, por isso precisa de ajuda de terceiros e sensível. Comprimidos e procedimentos físicos não serão muito úteis, e a comunicação emocional e a comunicação confidencial persistente geralmente levam a efeitos positivos.

Recursos

A impotência psicológica é um diagnóstico comum que indica as possibilidades físicas de uma ereção, mas uma rejeição psicológica para a relação sexual. Geralmente, a causa de um fenômeno em certos traumas morais, alguns dos quais são óbvios, outros se retiram durante a vida. O estado psicoemocional torna a pessoa impotente, mesmo que não o seja.

Os sintomas não se manifestam completamente e ocorrem apenas em relação a qualquer pessoa.

As estatísticas oficiais dos países indicam que mais de 13% do estado psicológico dos homens está registrado, o que não permite a excitação do órgão sexual. Esse indicador é alto, mas muitos homens nem se atrevem a consultar um médico.

Cada pessoa pode ocasionalmente sofrer de fraqueza psíquica, mas um fenômeno único não é considerado patologia. Quando a oportunidade de relação sexual está completamente ausente – indica a doença e a necessidade de procurar ajuda.

A peculiaridade da forma psicológica da disfunção é o comportamento imprevisível do órgão sexual. A impotência ocorre espontaneamente e desaparece, embora a duração da impotência masculina possa ser retirada. A patogênese do problema ainda não foi estudada, uma vez que o sistema nervoso permanece em grande parte um mistério. Esta é a principal dificuldade da doença, que deverá ser tratada em nível psicológico.

Sintomas

A impotência psicológica tem sinais característicos que determinam não apenas a presença de disfunção, mas também o alto risco dela. A presença da doença indica o aparecimento de uma ereção durante o sono, quando uma pessoa não está no controle do processo, a excitação do pênis é instável e pode ser perdida repetidamente durante o relacionamento.

Existem vários casos de mudança psicológica. Algumas pessoas ficam impotentes, mesmo que por um tempo, outras experimentam montar apenas com o cônjuge e outras, pelo contrário. Sinais psicológicos de impotência:

  • A ejaculação precoce não ocorre em todas as situações;
  • É difícil conseguir um orgasmo;
  • A atração é brilhante;
  • O desejo sexual desaparece.

Todos os fatores descritos são indicativos de disfunção erétil, portanto, você deve consultar um especialista para diagnóstico e tratamento.

Espécies

Convencionalmente, os problemas psicológicos podem ser divididos em várias categorias principais. Cada pessoa responde individualmente aos comentários e destaques. Por exemplo, para um homem, a insatisfação do parceiro se tornará um ímpeto e o outro ficará deprimido.

A distribuição das causas é realizada em três grupos:

  1. Componente psicológico. Existem muitos fatores aqui, talvez um homem queira sexo exótico, mas tem medo de admitir, se considera indigno de uma garota, não pode determinar a orientação.
  2. O aspecto social. O motivo é educação, pressão social ou pessoa influente, falta de experiência sexual, trauma devido a conflito ou divórcio dos pais.
  3. Disfunção neurogênica. A presença a longo prazo de uma pessoa em estado de estresse, nervosismo, depressão, sentimentos de medo, raiva etc. leva à disfunção do sistema reprodutivo nos homens.

Razões

A impotência psicológica tem muitas causas, todas encontradas em trauma psicológico. Dada a complexidade da estrutura do sistema nervoso e do cérebro, o efeito das drogas tem apenas efeito auxiliar, a principal tarefa é eliminar a barreira emocional. Na maioria das vezes, a impotência psicológica é causada por conflitos na família ou no trabalho, a partir dos quais o médico começa a analisar a doença:

  • Depressão prolongada. Não é de surpreender que exista impotência, pela apatia do homem por tudo, inclusive sexo bonito. Por falta de confiança ou falta de propósito, a vida sexual é perdida;
  • Relações sexuais aleatórias. Consequências graves foram relatadas em homens propensos a mudanças frequentes nos parceiros sexuais. O interesse masculino em uma mulher é criado pelo desenvolvimento de hormônios e sêmen, com frequentes mudanças nos parceiros, o interesse não tem tempo para se recuperar. Os cientistas descobriram que relacionamentos harmoniosos só podem se desenvolver com uma pessoa, isso se aplica ao plano psicológico e sexual;
  • Uso de contraceptivos. O preservativo em alguns homens é deprimente com entusiasmo, então a montagem passa rapidamente;
  • Trauma sexual. Na infância, as pessoas estão sujeitas a qualquer tipo de estresse. Às vezes, o trauma psicológico pode ser retirado da infância. Razões para interpretar mal o sexo antes da violência sexual;
  • Falha na seção oca. O não desempenho de uma função pode resultar em ferimentos, o que impedirá a excitação por um longo tempo. Lembrar que o fracasso pode seguir uma pessoa por um longo tempo e mantê-la em suspense por um longo tempo;
  • Fobia de infecção. Dadas as muitas doenças relacionadas ao gênero e os relatos frequentes na mídia, uma barreira psicológica é criada antes do sexo. Uma pessoa evita a intimidade porque tem medo de contágio;
  • Medo da gravidez. O medo excessivo da gravidez pode levar à disfunção sexual;
  • Abstinência a longo prazo. Isso cria não apenas pressão psicológica, mas também estresse físico. Em particular, o problema piora após várias tentativas malsucedidas. O problema causa distúrbios nervosos que variam de nervosismo e irritabilidade a impotência;
  • Uso de substâncias nocivas. Álcool, nicotina, drogas – todas essas substâncias afetam o cérebro. Não é apenas trauma psicológico, mas também patologia do sistema nervoso;
  • Problemas de auto-estima. Baixa auto-estima cria o sentimento de um parceiro de superioridade, do qual o homem se sente desconfortável, e alta auto-estima cria a impressão de que o parceiro não é digno. Ambas as manifestações são extremamente prejudiciais e podem levar à impotência;
  • Falta de interesse da mulher. Quando uma garota não mostra sinais de interesse, o homem fica gravemente ferido. A pessoa sentirá que não é necessária ou não é boa o suficiente;
  • Crítica. Sinais claros de impotência em amadurecimento são vergonha na cama. Uma mulher suprime a libido e o relacionamento de um homem.

A impotência psicológica pode se desenvolver como resultado de um dos fatores acima, mas geralmente é a causa imediatamente em vários lugares. Um pequeno escândalo ou altercação pode se tornar o mecanismo de direção. Para encontrar um problema, você precisa de uma conversa confidencial, o que nem sempre pode acontecer entre os cônjuges.

Tratamento

Antes de se livrar da impotência psicológica, você precisa curar o estado emocional de uma pessoa. A potência retornará somente depois que todos os irritantes forem eliminados e as divergências resolvidas. Um psicoterapeuta fornece um tratamento complexo para o ser humano, pois medos, tensões e constrangimentos não são facilmente superados.

Para determinar como tratar um paciente, você precisa obter o testemunho mais completo e verdadeiro que um homem geralmente não possui. Nesse caso, procedimentos de relaxamento, paz e sossego ajudam. Esse estado incentiva a detecção correta de problemas e, às vezes, a eliminação de lesões.

O tratamento da impotência psicológica depende em grande parte do desejo da pessoa de recomeçar.

Às vezes, para criar novos relacionamentos, o tempo deve passar. Depende da aparência da mulher bem cuidada – aparência agradável, perfume, lingerie erótica, compreensão mútua ajudará a aumentar a eficácia do tratamento muitas vezes. Auxilia fortemente a compreensão do paciente e do cônjuge sobre a doença. Nem todos os pacientes podem ser curados da impotência em casa, mesmo que haja entendimento mútuo, pois alguns medicamentos se tornam panacéia.

Medicamentos

Uma abordagem psicológica ajudará a acelerar o processo de recuperação, mas às vezes você não pode prescindir de medicamentos, como uma neurose. Um homem ou marido calmo ajudará os sedativos, que suprimem artificialmente o estresse psicológico. Os agentes podem eliminar o medo, a irritabilidade e o nervosismo, que é um grande problema na doença.

Mais comumente no tratamento da impotência psicológica utilizando inibidores da PDE-5, eles são relevantes na presença de problemas vasculares.

Devido ao alto fluxo sanguíneo, o órgão sexual está excitado. Viagra funciona da mesma forma, mas por um curto período de tempo. Sem consultar o seu médico, é melhor não tomar o medicamento para que ele não cause efeitos colaterais.

Métodos Alternativos

Desde que os medicamentos não tenham o efeito adequado, além de normalizar o corpo, é utilizada a consulta com um terapeuta. A comunicação com um especialista permite identificar muitos problemas sérios, alguns dos quais podem ser retirados da infância.

  • Injeções intracavernosas;
  • Uso de agentes de potência;
  • Método constritor a vácuo.

Uma causa comum de impotência de natureza psicológica é o medo da fantasia para dormir, para eliminá-la, é preciso discutir o problema; para uma recuperação mais rápida, recomenda-se a presença de um cônjuge. Você pode consultar em casa, no escritório ou na rua se isso puder ajudar a acelerar a recuperação de um homem.

Impotência devido ao estado mental não é considerada uma sentença, pode-se recuperar rapidamente. Também existem casos difíceis, quando o motivo é profundo o suficiente, você precisará ser paciente, mas a restauração ainda é possível.

Leia também: Libid Man Caps funciona

Como Se Livrar Da Fraqueza Psicológica

Cada pessoa tem suas próprias características psicológicas, que se refletem em várias esferas da vida, incluindo as sexuais. Os mesmos eventos de pessoas diferentes podem ser entendidos de diferentes maneiras: alguns passam despercebidos, outros partem com graves traumas psicológicos. Em particular, nos homens, esses traumas podem causar distúrbios sexuais, problemas psicológicos com ereção. Todas essas condições são manifestadas por uma diminuição da libido.

Disfunção Da Ereção Psicológica: Causas

O desejo sexual aparece pela primeira vez no cérebro e é uma reação a imagens visuais, memórias ou fantasias. Os impulsos que surgiram são transmitidos ao longo da medula espinhal para os nós e nervos dos órgãos genitais. Portanto, o aumento do pênis é o resultado não apenas da estimulação tátil.

Características psicológicas da personalidade. O aparecimento de uma disfunção erétil psicológica pode contribuir para os seguintes fatores: baixa libido inerente, baixa auto-estima, imaginação bizarra, dificuldade em determinar a orientação sexual, trauma na adolescência e idade adulta.

Causas psicossociais. Problemas sexuais nos homens podem ocorrer no contexto de más habilidades de comunicação, os gays precisam de educação anti-sexual estrita, relacionamentos familiares instáveis ​​na infância, estilos de vida pouco saudáveis, problemas com parceiros, falta de experiência sexual, desejo sexual deprimido.

Causas psicológicas. Como mostra a prática, as causas mais comuns desse tipo de distúrbio são alterações no corpo relacionadas à idade, depressão, estresse, antecipação nervosa de falha, incompatibilidade sexual específica com um parceiro ou disfunção sexual.

Diagnóstico De Disfunção Erétil

Muitas vezes, é difícil para as pessoas admitirem para si mesmas e para um parceiro na presença de problemas íntimos e uma ida ao médico constantemente atrasada devido à experiência de sentir vergonha, medo de prognóstico decepcionante e expectativa de que a doença desapareça por conta própria. Em qualquer caso, é necessário diagnóstico e consulta com um especialista. Para começar, o médico deve coletar informações sobre a vida sexual do paciente, e é por isso que ele pode fazer as seguintes perguntas:

  • “Como o distúrbio sexual se manifestou – de repente ou houve um agravamento gradual da condição?”
  • “Quantas vezes você faz sexo?”
  • “Qual é a frequência da disfunção?”
  • “O desejo sexual e a ejaculação são preservados?”
  • “Qual é a qualidade de uma ereção no processo de masturbação, estimulação sexual, com a introdução do pênis e posterior atrito?”
  • Depois de conhecer todos os detalhes necessários, o paciente recebe um tipo específico de terapia ou recomendação de mudança de estilo de vida.

Impotência Psicológica (Disfunção Erétil): Tratamento

Em alguns casos, uma pessoa pode lidar com a doença em si sem a ajuda de um especialista. Antes de se perguntar como tratar a impotência psicológica, você deve primeiro considerar sua rotina diária, aprender a lidar com o estresse, relaxar mais e construir relacionamentos com seu parceiro. Se não houver melhora, é necessária atenção médica. Como regra, esses pacientes prescrevem consultas com medicamentos e psicoterapia (discussões com um psicoterapeuta e / ou sexólogo).

Se a impotência psicológica associada à neurose é “a expectativa de fracasso”, deve-se lembrar e, pela primeira vez, não havia medo com o qual ele estava associado, pensamento após esse incidente e qual era o comportamento durante a relação sexual. Essas informações ajudam o especialista a entender o problema e começar a trabalhar efetivamente com ele.

Se a causa da impotência em humanos é chamada trauma psicológico em tenra idade, sugere-se que o paciente seja transmitido mentalmente durante a infância, a fim de lembrar o que contribuiu para o desenvolvimento da doença. Talvez uma proposta para os pais (sexo é vergonhoso), experiências sobre o tamanho do pênis, uma primeira experiência sexual falhada, etc.

Lembre-se sempre de que você deve prestar atenção não apenas ao seu estado psicológico, mas também à saúde do seu corpo. Para combater a impotência, você precisa iniciar um estilo de vida saudável, abandonar hábitos prejudiciais (tabagismo, álcool), comer, desenvolver uma rotina diária ideal e ter uma vida sexual regular.

Estimulante Sexual Masculino Natural

O que Você Deve Fazer para saber Sobre homens Estimulante Sexual Antes que Você Deixou para Trás

Os estimulantes sexuais alegam despertar ou aumentar o desejo sexual ou a libido. Na verdade, estimulantes como Adderall às vezes são usados ​​para tratar os efeitos colaterais sexuais que podem acompanhar certos medicamentos antidepressivos. Estimulantes sexuais são populares no Oriente Médio. V9 Estimulante sexual masculino é um suplemento de saúde sexual masculino que promete ao usuário que pode ajudá-lo a erradicar o problema da disfunção erétil. Um afrodisíaco é uma substância que aumenta a libido quando consumida.

Saiba mais: https://sucessosdarede.net/viagra-natural/

A Pergunta que Você Deve Perguntar para o Estimulante Sexual Masculino

O exercício é uma ótima maneira de reduzir o estresse e melhorar sua saúde. Falta de exercício, sono e estresse podem ser fatores contribuintes. Também pode desencadear maus hábitos, como tabagismo ou consumo de álcool, que podem prejudicar seu desempenho sexual. Pode causar estragos em todas as áreas da sua saúde, incluindo a sua libido. Aumenta o ritmo cardíaco (de maneira ruim) e aumenta a pressão sanguínea. O estresse psicológico também pode afetar a obtenção de uma ereção ou atingir um orgasmo.

A Introdução De Estimulante Sexual Masculino

Muitos homens sofrem de várias disfunções sexuais que têm um impacto negativo em seu desempenho e habilidades na cama. Os homens relatam uma diminuição do interesse em sexo e dificuldade em obter e manter uma ereção. Alguns problemas comuns que enfrentam incluem impotência, baixa produção de esperma, falta de desejo sexual e ejaculação precoce. Muitos homens estão procurando maneiras de melhorar seu desempenho sexual. Como resultado, eles têm procurado alternativas naturais. Enquanto eles relatam que Adderall afeta negativamente a sua vida sexual, alguns homens experimentam o oposto. Eles relatam que seus genitais encolhem enquanto a medicação está ativa em seu corpo.

O Estimulante Sexual Masculino Histórias

Tipicamente, quando os efeitos da medicação se esgotam, o desejo sexual e o desempenho retornam ao que é normal para você. Seus efeitos colaterais incluem um aumento na pressão arterial, ritmos cardíacos anormais, náusea, ansiedade e insônia. Os efeitos potenciadores da libido de agonistas da dopamina prescritos para outros fins levaram ao desenvolvimento de um número de compostos mais selectivos, tais como flibanserina, ABT-670 e PF-219.061, que foram desenvolvidos especificamente para o tratamento de distúrbios de disfunção sexual. embora nenhum deles tenha passado por ensaios clínicos.

Boatos, o Engano e o Estimulante Sexual Masculino

Um dos efeitos do Adderall é a constrição de certos vasos sangüíneos no corpo, direcionando o sangue para longe das extremidades e aumentando o suprimento de sangue para outras partes do corpo envolvidas na resposta de luta ou fuga. Eles são normalmente ativos apenas quando estimulados. Os efeitos colaterais não são susceptíveis de se desenvolver. Não há efeitos colaterais conhecidos ao usar sementes chinesas de dodder. Efeitos colaterais comuns do Viagra (citrato de sildenafil) incluem dores de cabeça, problemas digestivos, visão turva, corrimento nasal e infecções do trato urinário.

 

Proteja sua ereção

Proteja sua ereção

Como evitar a disfunção erétil e proteger sua potência.

De David Freeman
DOS ARQUIVOS DO WEBMD
A disfunção erétil (DE) se torna mais comum à medida que os homens envelhecem. Mas não é necessariamente uma parte normal do envelhecimento. Como você pode evitar ED? Veja o que especialistas disseram ao WebMD.

1. Observe o que você come.
Uma dieta que é ruim para o coração de um homem também não é boa para sua capacidade de ter ereções.

A pesquisa mostrou que os mesmos padrões alimentares que podem causar ataques cardíacos devido ao fluxo restrito de sangue nas artérias coronárias também podem impedir o fluxo sanguíneo para dentro do pênis . O fluxo sanguíneo é necessário para o pênis ficar ereto. Dietas que incluem muito poucas frutas e legumes, juntamente com muitos alimentos gordurosos, fritos e processados ​​podem contribuir para a diminuição da circulação sanguínea em todo o corpo.

Qualquer coisa que seja ruim para o coração de um homem também é ruim para seu pênis, diz Andrew McCullough, MD, professor associado de urologia clínica e diretor do programa de saúde sexual masculina do New York University Langone Medical Center.

Estudos recentes mostram que o ED é relativamente incomum entre homens que comem uma dieta mediterrânea tradicional, que inclui frutas, legumes, grãos integrais, gorduras saudáveis ​​para o coração, incluindo nozes e azeite, peixe e vinho, particularmente vermelho.

CONTINUE READING BELOW
YOU MIGHT LIKE

“A ligação entre a dieta mediterrânea e a melhora da função sexual foi cientificamente estabelecida”, diz Irwin Goldstein, MD, diretor de medicina sexual do Hospital Alvarado, em San Diego.

2. Mantenha um peso saudável.

Leia também: Impotência sexual masculina e feminina
Estar acima do peso pode trazer muitos problemas de saúde, incluindo diabetes tipo 2 , que pode causar danos nos nervos por todo o corpo. Se o diabetes afeta os nervos que alimentam o pênis, pode ocorrer ED.

3. Evite pressão alta e colesterol alto.
Colesterol alto ou pressão alta podem danificar os vasos sanguíneos, incluindo aqueles que levam sangue ao pênis. Eventualmente, isso pode levar a ED.

Verifique se o seu médico verifica seus níveis de colesterol e pressão arterial . Você também pode querer verificar sua pressão arterial entre consultas médicas. Algumas lojas e postos de bombeiros oferecem exames gratuitos. Monitores de pressão arterial também são vendidos para uso doméstico.

Se o seu colesterol ou pressão arterial estiver fora de sintonia, consiga o tratamento.

Os medicamentos para pressão sangüínea podem dificultar a ereção. Mas os médicos dizem que muitos casos de disfunção erétil que são responsabilizados por essas drogas são causados ​​por danos arteriais resultantes da pressão alta (também chamada de hipertensão ).

Fonte: https://www.valpopular.com/impotencia-sexual-masculina-e-feminina/

Impotência Sexual

Impotência Sexual

De origem física ou psíquica, esse problema, ainda tabu, afeta milhões de homens em todo o mundo. Se este for o seu caso, você deve saber que a disfunção erétil tem uma solução e pode ser prevenida. Descubra como.

Leia também: Estimulante sexual masculino qual é o melhor

os fatores de risco que contribuem para o seu surgimento. Como vimos, embora as chances de sofrer de disfunção erétil aumentem com a idade, esse distúrbio, que afeta diretamente sua qualidade de vida, não é uma conseqüência inevitável do envelhecimento. No entanto, há uma série de doenças e hábitos nocivos, como tabagismo e alcoolismo, que predispõem ao aparecimento desse problema.

É possível, portanto, prevenir o desenvolvimento da disfunção erétil adotando estilos de vida saudáveis ​​dos jovens ou modificando aqueles que são incorretos. Algumas medidas que podem ser adotadas são:

Deixar de fumar
Deixar de fumar
Numerosos estudos associaram a disfunção erétil ao tabagismo. O tabaco dificulta a circulação sanguínea, de modo que o pênis recebe menos risco. O tabaco tem a capacidade de alterar a síntese de óxido nítrico (NO), uma molécula que tem a função de células musculares dilatando veias, facilitando o fluxo sanguíneo e aumentar a oxigenação de tecidos, o que favorece a erecção. Os efeitos prejudiciais do tabaco podem ser mantidos após a cessação, mas estudos indicam que adultos jovens que param de fumar reduzem o risco de disfunção erétil no futuro.

Não abuse do álcool
Não abuse do álcool
Se este é um abuso ocasional, os efeitos imediatos do resultado consumo excessivo de álcool, no sentido de emoção sentida pelo bebedor não é acompanhado pela rigidez peniana habitual, ou seja, a rigidez é menor do que quando nenhum consumir álcool. No caso do alcoolismo crônico, a disfunção erétil está diretamente relacionada ao tempo, frequência e quantidade de álcool ingerido pelo paciente. Em certos casos, o alcoolismo pode causar uma disfunção erétil permanente que não remete mesmo depois de deixar o vício, por isso é vital eliminar ou minimizar o consumo de álcool o mais rápido possível.

Realize o exercício
Realize o exercício
Como em muitas outras condições, o sedentarismo é um importante fator de risco para o desenvolvimento da disfunção erétil. O exercício físico praticado regularmente (pelo menos 3 ou 4 vezes por semana, durante pelo menos 30 minutos) tem inúmeros benefícios, diminui as chances de sofrer de doenças cardiovasculares, reduzindo o colesterol ruim e promovendo a circulação sanguínea. Devido à estreita relação entre os distúrbios cardiovasculares e da disfunção eréctil, prevenir tais doenças (doença cardíaca, hipertensão, hipercolesterolemia, arteriosclerose), ainda mais a protecção contra a disfunção sexual.

Controlar o peso
Controlar o peso
O excesso de peso e a obesidade estão relacionados a distúrbios metabólicos que podem levar ao diabetes mellitus, uma doença fortemente associada à disfunção erétil. Portanto, é necessário seguir uma dieta saudável e balanceada combinada com a prática de exercício recomendada no ponto anterior, para evitar o excesso de peso e suas consequências indesejadas.

Falta de sono, estresse e atividade excessiva podem diminuir a libido e causar disfunção erétil. Buscando ter horas de descanso mais eficazes é vital para traçar o seu desejo.

Não se auto-medicar
Não se auto-medicar
Certos medicamentos podem causar disfunção erétil. Você nunca deve tomar medicamentos sem supervisão médica e, no caso de continuar o tratamento devido a uma doença crônica, outras medidas devem ser adotadas (como dieta adequada e exercícios) que ajudem a minimizar a dose de medicação necessária. para obter os resultados

Fonte: https://www.valpopular.com/estimulante-sexual-masculino-qual-e-o-melhor/

Sem comprimidos: 6 remédios contra a disfunção erétil

Sem comprimidos: 6 remédios contra a disfunção erétil

Não só os comprimidos azuis podem ajudar os homens com problemas sexuais. Outro revitalizante (natural) disponível para qualquer pessoa

função erétil
É o objecto de piadas e mesmo o gracejo populares inventou várias sinónimos engenhosas para descrever, mas a disfunção eréctil (DE) -a incapacidade de atingir ou manter uma erecção satisfatoriamente não é para levá-lo como uma piada. Pelo menos para aqueles que sofrem, é um assunto muito sério. Isso não apenas torna impossível para você fazer sexo, mas também arruína sua autoestima; é quando não é um sintoma de algo ainda pior, como doença cardíaca ou diabetes. É mais comum do que pensamos problema: moderada ou completa (não um ‘shot’ de vez em quando) afeta 8% dos homens com mais de 40 anos, e 40% daqueles que já cumpriram 60 , de acordo com o International Journal of Impotence Research. (E esses são apenas aqueles que se atrevem a confessar nas pesquisas).

As famosas pílulas azuis, comercializadas desde 1998, eram (e são) um raio de esperança; Porém, seus possíveis efeitos colaterais, seu alto preço e, por que não dizê-lo, o embaraço que supõe para alguns comprá-los, fazem com que às vezes a solução seja afastada da farmacologia. E aqui está a boa notícia: sim, existem remédios naturais para esquecer a flacidez persistente. Estas são as recomendações dos especialistas.

1. Coma (muito) azeite

Aumentar o consumo de ‘ouro líquido’, frutas, legumes, massas … e tudo o que inclui a dieta mediterrânica aplaudida. É bom para o coração e, precisamente, os distúrbios cardiovasculares estão por trás de muitos episódios de disfunção erétil, nos quais a impotência não é a doença, mas o sintoma. ‘80% dos casos de disfunção erétil são causados ​​por problemas vasculares’, disse Dr. Athanasios grego Angelis em um congresso da Sociedade Europeia de Cardiologia, realizado em Dezembro de 2014, na Áustria. Manter a pressão arterial e o colesterol à distância melhorará sua atividade sexual. ‘A testosterona em gordura vai se tornar hormônios femininos e colesterol diminui o fluxo de sangue ao pénis’, adverte Dr. Natalio Cruz, coordenador nacional de Andrologia da Urological Association Espanhol (AEU).

2. Desligue o cigarro
Homens que fumam são mais propensos a serem afetados por disfunção erétil, e quanto mais cigarros fumam, maior o risco. É o que diz um estudo de 2007 da Universidade de Tulane (Louisiana, EUA). A análise, baseada em um exame de mais de 7.000 homens na China entre 2000 e 2001, acrescentou que 22,7% dos casos de disfunção naquele país eram atribuíveis ao uso de tabaco.

3. Mova-se (mas não de bicicleta)
Se você sofre de problemas de ereção, não se deite no sofá. O esporte vai melhorar sua circulação sanguínea e, portanto, seu desempenho. ‘Com o exercício, vamos preparar nossa árvore vascular para transportar sangue para todos os órgãos, incluindo o pênis’, explica Dr. Cruz. Qualquer disciplina é boa, exceto andar de bicicleta. ‘As selas traumatizam o períneo, e as artérias que levam sangue ao pênis estão danificadas. Eles até criam aquela sensação de dormência na glande que alguns ciclistas têm ‘, enfatiza.

80% dos casos de disfunção erétil são causados ​​por problemas vasculares ‘(Athanasios Angelis, cardiologista)

4. Dê uma chance ao herbalista
A arginina é um aminoácido que aumenta o fluxo sanguíneo necessário para o ato sexual. É o que diz a escritora médica Victoria Dolby Toews em seu livro Sexual Potency (Ed. Nowtilus). A arginina é encontrada em alimentos ricos em proteínas, como soja, arroz integral, frango, nozes e laticínios; e, claro, em um monte de garrafas de ervas. Este especialista recomenda tomar 2-5 gramas de arginina durante a noite ou uma hora antes do sexo.

Leia também: Remédio para impotência

O mesmo autor afirma que algumas plantas têm poderes afrodisíacos: aumentam o desejo e a potência. E ele cita mais de meia dúzia, entre as quais estão a ioimba, o ginkgo e, é claro, o ginseng; extratos que ativam o fluxo sanguíneo em geral (alguns não são recomendados para hipertensos). ‘Ginseng’, diz Victoria Dolby Toews em seu livro, ‘impulsiona a produção de hormônios relacionados ao sexo, como a testosterona’.

5. Relaxe: medite
O estresse é responsável por muitos distúrbios de saúde, também de disfunção erétil. E não só isso: a impotência pode gerar estresse para aqueles que sofrem com isso, por isso é um círculo vicioso. ‘O estresse supõe uma descarga de adrenalina e isso fecha as artérias que atingem o pênis; Em um estado de estresse, ninguém pode ter uma ereção ‘, diz o Dr. Natalio Cruz.

Tente fugir da ansiedade: relaxe, pr

Como os homens podem melhorar seu desempenho sexual

Como os homens podem melhorar seu desempenho sexual

Última revisada Mon 2 julho 2018 Por Zawn Villines Avaliado por Janet Brito, PhD, LCSW, CST
Muitos homens estão interessados ​​em melhorar o prazer e a satisfação de seus parceiros e parceiros durante o sexo.
No entanto, concentrar-se no desempenho sexual pode levar à ansiedade. Um conjunto de mudanças simples no estilo de vida pode ajudar a:

reduzir a ansiedade
melhorar a disfunção erétil
melhorar as relações com parceiros sexuais
aumentar a resistência
Essas mudanças podem tornar o sexo mais agradável e satisfatório para todos os envolvidos.

Leia também: Viagra Natural

É importante notar que se preocupar com a obtenção e manutenção de ereções é muitas vezes um fator-chave na ansiedade de desempenho.

Treze maneiras de melhorar o desempenho sexual
Os seguintes métodos podem ajudar a reduzir a disfunção erétil, aumentar a resistência e melhorar a qualidade geral do sexo:

1. Concentre-se em preliminares
homem e mulher de mãos dadas na cama
Mudanças simples no estilo de vida podem ajudar a melhorar a disfunção erétil e reduzir a ansiedade.
Alguns homens acreditam que a penetração é a mais importante, até mesmo a parte definidora do sexo.

No entanto, muitos que experimentam disfunção erétil podem ser encorajados a aprender que não precisam de uma ereção para agradar seus parceiros. Na verdade, a disfunção erétil pode até ser um incentivo para tentar novas estratégias que funcionem melhor para o parceiro.

Preliminares podem incluir tocar, beijar e sexo oral. Tornar as preliminares duradouras pode melhorar a experiência sexual de todos os envolvidos.

Preliminares podem ser especialmente importantes para as mulheres. Um estudo de 2017 constatou que muito poucas mulheres – cerca de 18% – experimentam um orgasmo apenas com relação sexual. De acordo com os mesmos resultados, 36,6 por cento das mulheres disseram que a estimulação clitoriana era necessária para o orgasmo durante a relação sexual.

2. Experimente a técnica start-stop
Homens que querem durar mais durante a relação sexual podem tentar a técnica start-stop.

Para usar essa técnica, interrompa a atividade sexual toda vez que a ejaculação parecer iminente. Respire profundamente e comece de novo lentamente, depois pare para retardar a ejaculação durante o tempo que desejar.

Este método pode treinar o corpo para adiar a ejaculação e ajudar o homem a se sentir mais confortável sem ejacular, mesmo durante a atividade sexual intensa.

3. Tente algo novo
O prazer sexual prospera em um ambiente de paixão e excitação.

Se uma pessoa estiver com um parceiro por muito tempo, o sexo pode começar a parecer rotineiro, e pode parecer cada vez mais difícil sentir-se excitado, permanecer focado ou agradar ao parceiro.

Pode ajudar a tentar uma nova atividade ou posição sexual ou fazer sexo em um local diferente. Além disso, falar sobre fantasias sexuais pode tornar o sexo mais excitante.

Além disso, pode ajudar a fazer algo novo com um parceiro fora do quarto, como:

cozinhar juntos
caiaque ou caminhadas
indo a um museu
vendo uma nova banda
tentando um novo esporte
Isso pode ajudar as pessoas a se sentirem mais conectadas, e a excitação da nova atividade pode levar para o quarto.

4. Gerenciar a ansiedade e o estresse
Ansiedade e estresse podem tornar difícil obter ou manter uma ereção. Esses sentimentos também podem distrair as pessoas da intimidade sexual.

Se um homem se sente ansioso sobre como ele vai se apresentar sexualmente, ele pode se sentir menos animado com relação ao sexo e menos engajado durante o mesmo.

Estratégias para gerenciar ansiedade e estresse incluem:

focando mais nas sensações físicas do que no desempenho sexual
exercício
dormir mais
trabalhando para melhorar os relacionamentos
meditando
passar mais tempo em um passatempo favorito
indo para terapia
tomar medicações psiquiátricas
Ansiedade sexual: como você pode superá-lo?
Ansiedade sexual: como você pode superá-lo?
Para muitas pessoas, a ansiedade atrapalha o sexo prazeroso. Neste artigo, falamos sobre como superar a ansiedade sexual.
LEIA AGORA
5. Deixar de fumar
Fumar cigarros pode levar a pressão alta e outros problemas relacionados ao coração que causam problemas de ereção.

Fumar também está independentemente ligado à disfunção erétil. Uma análise de 2015 de 13 estudos sobre tabagismo e desempenho sexual descobriu que parar de fumar geralmente melhora a função sexual e reduz a disfunção erétil.

6. Comunicação aberta
Falar livremente pode melhorar significativamente as experiências sexuais.

Se questões relacionadas ao sexo criaram tensão ou preocupação, é melhor trazer isso para um parceiro. Trabalhar em conjunto em uma solução pode ajudar um homem a se sentir menos isolado e lidar com qualquer preocupação ou culpa.

Um parceiro pode ser capaz de aliviar os medos sobre a disfunção sexual, e eles podem ter sugestões práticas.

7. Questões sobre relacionamento de endereços
Questões fora do quarto podem levar à disfunção sexual. Por exemplo, um homem que sente que um parceiro os critica demais pode sentir-se ansioso durante o sexo, levando a experiências menos satisfatórias.

A comunicação que se concentra nos sentimentos, e não na culpa, pode ajudar os parceiros a enfrentar os desafios do relacionamento. Algumas pessoas também se beneficiam de relacionamento ou terapia sexual.

8. Obtenha mais exercício
jovem jogando basquete
O exercício regular pode melhorar a saúde mental e reduzir a ansiedade.
Ser fisicamente ativo pode reduzir fatores de risco para doenças cardíacas e melhorar

Fonte: https://www.valpopular.com/viagra-natural/

Demora muito o tratamento de impotência sexual?

Demora muito o tratamento de impotência sexual?

Vou ter que tomar remédio a vida toda para isso?
Vou ter que operar?

O remédio para tratamento de impotência sexual é só uma parte do tratamento, para alguns pacientes é a parte principal e outros sequer precisam tomar remédios; psicoterapia, orientações e outros tipos de técnicas podem ser usadas no combate a impotência.

Leia também: Tauron Funciona

Em casos específicos ainda estão na fase de diagnóstico, ou seja não se sabe nem se o problema é realmente impotência sexual, precisa primeiro ir no urologista, que trate de distúrbios sexuais.

Existem clínicas especializadas nesses tratamentos, já com vários profissionais de diferentes áreas.